A Blue Society é uma visão inovadora para um novo modelo de governação no setor público e privado, que visa cuidar do Oceano como uma parte integrante da nossa sociedade e usar os seus recursos e benefícios de maneira responsável, de modo a assegurar um desenvolvimento sustentável e manter o bem-estar humano.

O Oceano é o sistema de apoio à vida na Terra porque:

  • nos fornece 50% do oxigénio que respiramos através do fitoplâncton
  • nos dá água, sendo um dos principais elementos do ciclo da água
  • regula o clima, absorvendo, armazenando e transportando grandes quantidades de calor à volta do mundo, incluindo 93% do calor gerado pelas atividades humanas (efeito de estufa reforçado)
  • nos alimenta, fornecendo uma fonte fundamental de proteínas
  • nos disponibiliza matérias-primas, minerais e outras substâncias que usamos diariamente
  • nos oferece benefícios físicos e psicológicos, aumentando o nosso bem-estar
  • nos inspira e enriquece a nossa cultura
  • nos une, enquanto meio de comércio e telecomunicações
  • A Blue Society reconhece o papel fundamental do Oceano nas nossas vidas e a necessidade de o conservarmos para as gerações futuras através da gestão ambiental.

    O Oceano encerra enormes oportunidades para satisfazer as necessidades presentes e futuras da sociedade. Assegura, por exemplo, alimento e promove o bem-estar das populações, fornece energia limpa e renovável, cria emprego, e gera mais valor. Ao partilhar conhecimentos e ao envolver os cidadãos e as partes interessadas, a Blue Society pode impulsionar ações positivas, soluções tecnológicas, ecológicas e sociais.

    A Blue Society conta com o potencial do Oceano para assegurar um futuro melhor e desejável, baseado num desenvolvimento socioeconómico sustentável e equitativo.

    Apoio

    Os seis princípios da Blue Society:

  • Responsabilidade comum
    Uma Blue Society que se baseia numa gestão sustentável e equitativa da biodiversidade e dos recursos do Oceano, especialmente aqueles situados em alto mar, por todas as nações através de uma responsabilidade coletiva.
  • Políticas integradas
    Uma Blue Society que faz parte de um processo de desenvolvimento global, através da implementação de abordagens interdisciplinares e integradas e gestão de espaços marítimos e zonas costeiras.
  • Abordagens científicas
    Uma Blue Society que se baseia num diálogo aberto e contínuo e numa cooperação entre representantes nacionais e internacionais, investigadores científicos de múltiplas disciplinas e empreendedores especializados em inovação social e tecnológica.
  • Sustentabilidade
    Uma Blue Society que preserva e protege os ecossistemas naturais do Oceano, ao mesmo tempo que desenvolve estratégias económicas para um desenvolvimento sustentável e equitativo.
  • Educação
    Uma Blue Society que se mantém informada através de iniciativas no meio marinho e iniciativas educativas para todos os tipos de audiência.
  • Parceria e colaboração
    Uma Blue Society que se mantém envolvida através da participação ativa de diferentes instituições, partes interessadas e cidadãos, a nível global e local.
  • Apelo

    Aos comissários da Comissão Europeia, especialmente os responsáveis da DG de Assuntos Marítimos e Pesca (MARE) e da DG de Investigação e Inovação, deputados e organismos nacionais competentes,

  • Relativamente à governação política e institucional do Oceano, para:

    – Promover uma gestão sustentável dos ecossistemas marinhos, desenvolvendo, em particular, um instrumento global juridicamente vinculativo para
    a conservação e utilização sustentável da diversidade biológica marinha em alto mar.

    – Melhorar a eficiência da governação europeia e nacional através da otimização de procedimentos administrativos, coordenação de órgãos de
    decisão existentes, desenvolvimento de organismos regionais onde necessário; e mobilização dos meios necessários para o reforço de políticas
    marítimas.

  • Relativamente à governação económica, para:

    – Apoiar a criação de uma economia azul, a uma escala nacional e europeia, através do acesso a um capital marítimo natural e da incorporação
    dos custos de restauração e manutenção de ecossistemas nos custos operacionais, embora tendo o cuidado de assegurar um acesso equitativo a
    recursos, serviços essenciais e oportunidades fornecidas pelo Oceano.

    – Apoiar empresas ecológicas e socialmente responsáveis através de prémios ou outras iniciativas.

  • Relativamente à gestão do Oceano, para:

    – Apoiar abordagens transversais, consistentes e integradas para zonas marítimas e zonas costeiras, incluindo as partes interessadas e cidadãos
    em cada etapa da tomada de decisões, procedimentos de implementação e avaliação, a todos os níveis geográficos, de modo a melhorar o
    conhecimento e a gestão em termos sectoriais.

    – Desenvolver uma gestão preventiva baseada nos ecossistemas através da criação de uma plataforma europeia específica de interface entre a
    política e a comunidade científica marítima, apoiada em boas práticas, para a promoção da formação interdisciplinar na ciência e
    política ambiental como a nomeação de consultores do Oceano, que podem atuar como mediador de informações em temas marítimos, a nível europeu,
    regional e nacional.

  • Relativamente à investigação e desenvolvimento marítimo, para:

    – Estimular o processo de inovação através do desenvolvimento de organismos de apoio regionais onde necessário que irão desenvolver e otimizar
    estratégias para uma investigação e inovação responsável, baseada no diálogo e colaboração a longo prazo entre a comunidade científica, o setor
    privado, os decisores políticos e os cidadãos.

    – Promover a investigação da ciência marinha através do desenvolvimento de investigações cooperativas e multidisciplinares, incentivando a
    troca de conhecimento entre as ciências naturais e sociais, e desenvolvimento de instrumentos e mecanismos de financiamento, tais como
    concursos para projetos em colaboração, plataformas de intercâmbio internacional, etc.

  • E relativamente à cultura do Oceano e educação para:

    – Colaborar com todos os públicos, implementando planos europeus e nacionais para a educação marinha, promovendo campanhas de sensibilização
    enfatizando a importância dos ecossistemas marinhos e apresentando a melhor maneira para assegurar uma utilização sustentável do Oceano através
    dos princípios da Blue Society.

    – Proteger e melhorar o património marítimo natural e cultural através do desenvolvimento de zonas marinhas protegidas e da coordenação de
    redes para preservar a biodiversidade marinha a nível regional, e promover o seu papel na educação e lazer.

    Comprometo-me

  • A aprofundar os meus conhecimentos sobre o funcionamento dos ecossistemas marinhos, para poder compreender melhor o valor da proteção e promoção do Oceano.
  • A apoiar a Blue Society, defendendo os seus princípios quando oportuno.
  • A contribuir para o diálogo aberto entre partes interessadas e participar ativamente em iniciativas que melhoram a utilização e gestão do Oceano.
  • A ter em conta a opinião dos cidadãos no processo de tomada de decisões relacionado com as minhas atividades.
  • Identidade

    Contato

    * : Campos obrigatórios